Audiência pública debaterá impacto do crescimento do conservadorismo na violência contra crianças e adolescentes

Escrito por Débora Melo Ligado TPL_WARP_PUBLISH . Publicado em Notícias

O aumento do conservadorismo que nosso país tem vivenciado impacta diretamente no crescimento do autoritarismo nas relações sociais e na legitimação da violência, sobretudo praticada contra a população mais frágil e vulnerável e contra os grupos historicamente oprimidos. Ao lado das população LGBT, das mulheres e das pessoas com deficiência, as crianças e adolescentes se tornam alvos recorrentes das mais diversas violações de direito.

Para entender de que forma este avanço conservador impacta no crescimento da múltiplas violências praticadas contra meninos e meninas, a Frente Parlamentar dos Direitos da Criança e do Adolescente da Assembleia Legislativa de Sergipe, presidida pela deputada estadual Ana Lúcia, realiza uma audiência pública, no próximo dia 14 de julho, às 9h, no plenário da Alese.

Participam da audiência como palestrantes a advogada Marina Ganzarolli, doutoranda da Faculdade de Direito de São Paulo (USP) e cofundadora da Rede Feminista de Juristas; e Dra. Karina Sposato - Doutora pela Faculdade de Direito de São Paulo (USP), professora do departamento de direito da UFS e Consultora do UNICEF em matéria de justiça da infância e juventude.

Além delas, deverão participar do evento diversos atores sociais que lidam com a defesa dos direitos da infância e juventude, e exemplo de conselheiros tutelares e de direitos, representantes de movimentos sociais e de direitos humanos, de organizações da sociedade civil organizada, além de representantes do poder público.